Sarah Kaufman: PFL quer que Kayla Harrison ganhe US $ 1 milhão, mas “eu sou a pessoa que impedirá isso”

Sarah Kaufman sentou-se para assistir às finais do PFL como uma fã na véspera de Ano Novo e saiu gostando muito do conceito. Não pelo fator que os vencedores da temporada de cada divisão ganharam US$ 1 milhão. Foi a promessa de atividade.

“É uma ação garantida”, disse Kaufman, nós vamos brigar aqui ou ali. Então isso é o que me atraiu”, disse em entrevista ao MMA FIGHTING.

Então, Kaufman estabeleceu um plano. Ela estava sob contrato com a Invicta FC e detinha o título de peso feminino dessa promoção. A lutadora canadense e ex-campeã do Strikeforce observou o seu cenário profissional neste ano. Com aparentemente ninguém se aproximando e potenciais candidatas sendo contratadas pelo UFC, Kaufman desejava uma mudança – e uma chance no torneio leve das mulheres da PFL. Ela conversou com seu treinador John Wood, para falar com a presidente do Invicta, Shannon Knapp, e explicar a situação. Kaufman disse que Knapp concordou em liberá-la. Na semana passada, a PFL anunciou Kaufman como membro de sua lista feminina de 155 libras para a temporada de 2019.

“Ela está me desejando o melhor e eu desejo ao Invicta o melhor”, disse Kaufman. “Infelizmente, não havia concorrentes para eu estar lutando. O caminho mais fácil parecia não ser lutar comigo e ir para o UFC, o que é ótimo para eles, mas lamentável para mim, que está esperando. … Agora mesmo, esta é a porta que abriu e agradeço que ela concordou em liberar e me deixar buscar essa oportunidade”.

Kaufman, de 33 anos, não luta desde quando conquistou o cinturão do Invicta em maio passado, derrotando Katharina Lehner. Desde então, Lehner assinou contrato com o UFC. O mesmo aconteceu com Pannie Kianzad, que Kaufman venceu em janeiro de 2018. A sua mais provável adversária seria Julia Avila, que também foi arrebatada pelo UFC.

Em vez de esperar pelas concorrentes, Kaufman vai entrar na piscina de Kayla Harrison. A ex-bicampeã olímpica de ouro no judô é a garota de ouro do PFL, alguém que a promoção está construindo por aí. Kaufman está entrando nesta temporada de 155 libras – 20 quilos a mais do que ela costuma lutar – em uma divisão que ela acredita ser para Harrison’s vencer. A temporada de PFL 2019 começa em maio.

“Isso é feito sob medida para Kayla Harrison, com certeza”, disse Kaufman. “Mas eles também queriam ter talentos legítimos lá, e é por isso que estou lá. Então, enquanto eu acho que eles estão torcendo para que Kayla vença, estou querendo perturbar a festa deles”. Eu acredito que 100 por cento PFL quer Kayla para vencer”, disse Kaufman. “E entendo o porque. Ela é carismática. Ela representa bem a marca deles. Ela é um ser humano atlético, inteligente e bem falado pelo que vi. Ela luta com paixão, ela é uma ótima atleta. Eu só acho que ela é uma boa representação para si e apenas o atletismo em geral. Então o PFL acabou de ir com ela e desenvolveu essa divisão para ela. E você seria ingênuo para pensar de outra forma. Dito isto, o PFL sabe como sou boa. E, portanto, sou uma ameaça legítima e planejo ser a ameaça que eles não querem, provavelmente, nas finais”.

COMENTÁRIOS

comentários

Pedro Henrique
Respiro WMMA 26 horas por dia, só irei descansar quando as mulheres chegarem no mesmo nível dos homens!