Megan Anderson: Eu entendo a mágoa de Cat Zingano, mas ‘isso ainda é uma vitória no meu registro’

Não é como se Megan Anderson não entendesse o ponto de vista de Cat Zingano em seu polêmico final no UFC 232. É só que Anderson, ao contrário de Zingano, não acredita que há muito a ser feito sobre o que aconteceu.

No mês passado, a Comissão de Atlética do Estado da Califórnia negou o apelo de Zingano em sua derrota no UFC 232 para Anderson, na qual Cat não pôde continuar depois que ela foi cutucada no olho do Anderson em uma tentativa de chute na cabeça. Pouco antes do resultado decepcionante de seu apelo, Zingano era claro em sua crença de que, se as regras não são modificadas, “é uma temporada aberta para cutucadas”.

Anderson, no entanto, acredita que qualquer mudança nas regras seria uma reação exagerada ao que ela chama de “um tipo de coisa estranha em um milhão”.

“Foi um chute na cabeça. Chutes na cabeça não são ilegais ”, disse Anderson ao MMA Junkie, nos bastidores do último final de semana. “Então, não há muito o que você pode mudar a menos que você queira colocar os chutes na cabeça como ilegais, e como ficaria alguns dos 10 melhores nocautes do UFC na história, já que muitos são chutes altos”?

E assim, a saga de Anderson-Zingano chega ao fim com Megan ainda vitoriosa, independentemente de como Cat e os outros se sentem sobre o resultado. Isso é algo que a ex campeã do Invicta peso pena quer deixar claro.

“Para nós, não importa o que as pessoas digam, isso ainda é uma vitória no meu registro. … Não diz “via chutar alguém nos olhos”. Tem uma vitória ao lado do seu nome. Eu tenho a vitória. Não importa como aconteceu, ainda aconteceu”.

COMENTÁRIOS

comentários

Pedro Henrique
Respiro WMMA 26 horas por dia, só irei descansar quando as mulheres chegarem no mesmo nível dos homens!