‘Big’ John McCarthy explica por que Bate-Estaca de Jéssica Andrade sobre Rose Namajunas foi legal

O ataque de Jéssica Andrade que derrotou Rose Namajunas na noite de sábado no UFC 237 foi mais do que assustador.

Rose Namajunas pousou em um ângulo que parecia estar a apenas uma ou duas polegadas de infligir um pescoço quebrado na Arena Jeunesse, no Rio de Janeiro. O lance determinou o resultado da luta e o cinturão mudando de dona de Rose para Jéssica Andrade.

Quase tão logo a luta terminou, porém, o debate se espalhou nas mídias sociais: o golpe fatal era legal?

Acertar um lutador na sua cabeça na maioria das vezes é ilegal, e isso foi muito próximo. Mas se alguém conhece as complexidades das Regras Unificadas do MMA, é o “grande” John McCarthy.

A carreira de McCarthy começou no UFC 2 e ele ajudou a criar as regras que legitimavam o esporte e o ajudavam a prosperar. Ele supervisionou nocautes de todas as formas por quase um quarto de século antes de sua recente aposentadoria para aceitar um emprego como comentarista do Bellator.

E quando perguntado por um fã no sábado à noite, McCarthy confirmou que, sim, Andrade ganhou a luta e o título de forma legal.

“Quando Rose vai para o armlock, ela tem a opção de soltar o armlock ou tentar manter a tentativa de finalização. Se Jéssica aplica um slam para se defender de uma chave não há nenhum golpe ilegal quando uma finalização está sendo tentada. Não importa como ela a derruba”. #AskBJM

Então você tem isso. Quando um lutador realiza uma tentativa de submissão, todas as apostas são canceladas. E Namajunas estava tentando uma kimura o tempo todo, antes de ser lançada ao chão.

COMENTÁRIOS

comentários

Pedro Henrique
Respiro WMMA 26 horas por dia, só irei descansar quando as mulheres chegarem no mesmo nível dos homens!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA